10 coisas que eu gostaria que as pessoas soubessem sobre o yoga 

10 coisas que eu gostaria que as pessoas soubessem sobre o yoga 

Publicado por: Vivi Duarte Publicado: 21/06/2019 Visitas: 798 Comentários: 0

Eu amo tanto o yoga que eu gostaria, de verdade, que todo mundo fizesse! Mas, como é uma prática ainda cercada de dúvidas e até meio intimidante para muita gente, resolvi fazer esta lista para que o universo do yoga seja mais acessível pra todos :) 

1. Se você nunca praticou, tudo bem. 

Muita gente se sente com vergonha de começar a praticar porque nunca fez, porque está velho demais, acima do peso, sem flexibilidade... e por aí vai. O que eu acho, como professora, é que todo mundo tem que começar de algum ponto. Então, só de você se propor a fazer, de querer se conectar mais com você mesmo, já é uma grande coisa. O resto é fácil, porque é a parte divertida. E você só melhora, a cada dia de prática. 

2. O yoga não é uma religião 

O yoga é uma ferramenta que vai te ajudar a se conectar mais com você mesmo e a sua crença. Mas não está relacionado a nenhuma religião e nem tem este propósito. Os mantras que cantamos na aula são palavras de poder que te ajudam a entrar num estado mais tranquilo da mente, com um certo caráter devocional a algo maior que nós. 

3. Não, você não é ¨travado¨ ou ¨torto¨ demais para fazer yoga 

A prática exige que você seja comprometido com o seu propósito. Então não dá para ir 1 vez por semana e achar que a sua flexibilidade vai surgir do nada ou começar e nunca mais voltar. A persistência de seguir treinando os asanas e se conhecendo mais a cada aula vai deixando tudo mais espaçoso e confortável. Nada vai ficar mais fácil, mas você muda para a melhor. 

4. O yoga não emagrece como um exercício aeróbico

Você vai ter que continuar a correr, pedalar, caminhar, nadar ou qualquer que seja o seu cardio favorito.  As pessoas que praticam yoga acabam mudando também a aparência, ficando mais definidas muscularmente, com uma aparência mais jovem e iluminada, mas isso definitivamente não deve ser o objetivo da sua prática. Você vai aprender a se aceitar mais e ter uma consciência maior do seu corpo. Consequentemente isso vai mudar os seus hábitos alimentares, posturais e morais. 

5. Você precisa se vestir de um jeito confortável para praticar 

Na aula você vai suar. Mesmo nos asanas mais simples, tudo é muito intenso em vários níveis. Então é melhor que você esteja se sentindo bem para praticar com tranquilidade e segurança. Ninguém quer ficar com vergonha de abrir a perna ou de ficar com o bumbum para cima porque está com uma roupa que não te deixa à vontade. 

6. Você pode rir na aula, pode se divertir 

Com respeito e amor tudo é possível. O riso é a coisa mais espiritual que existe! A aula tem que ser um momento de prazer para você, não de rigidez. Isso inclui não se levar tão a sério e curtir muito os benefícios de cada postura no seu corpo, a alegria de estar ali, de se superar a cada prática e de compartilhar isso com o seu professor e colegas. 

7. O yoga deixa a gente mais feliz 

Eu mesma sempre termino uma prática me sentindo mais leve do que quando eu comecei. Sempre percebo meus alunos saindo diferentes da aula e isso me deixa tão realizada sobre o poder transformador do yoga. Tem sempre alguém que chega na aula com dor de cabeça, se sentindo meio para baixo e sai da aula sorrindo. Adoro! 

8. O propósito do yoga não é contorcionismo 

Sim, temos posturas de torções, inversões, retroversões de coluna, mas cada praticante tem o seu nível, a sua história e a sua vontade no momento presente. Ninguém vale mais ou menos porque inverte sobre as mãos ou porque põe o pé na cabeça. O yoga não tem nada a ver com isso. Você tenta tirar o maior benefício possível da prática física, no seu caminho. Se frustrar na aula, comparar sua prática com a do colega ou passar dos seus limites e se machucar são atitudes desconectadas do yoga. 

9. É melhor comer algo leve, cerca de 2 horas antes de praticar

Você não vai querer ficar lembrando do que comeu durante a aula, não é? Durante a prática, fazemos posturas que exigem um corpo em paz para absorver os benefícios. Um desconforto digestivo não vai te ajudar na prática. 

10. Existem muitos estilos diferentes de yoga

Cada pessoa vai se identificar mais com um estilo, com um professor, com uma atmosfera para praticar. Eu sempre aconselho todo mundo a tentar várias experiências até encontrar um estilo que é a sua cara. Não é porque você teve uma aula que não gostou que todo o yoga é ruim. Não desista! Um dia você vai descobrir que praticar yoga foi a melhor decisão da sua vida. :) 

 

Mais sobre Viviane Duarte

Instrutora certificada pela Aliança Internacional de Yoga (Yoga Works -USA - RYT 500), em Los Angeles. No Brasil, formada por Marco Schultz, com estudos adicionais na Índia.

Totalmente entregue ao yoga como estilo de vida e profissão, começou a praticar yoga quando era criança, em casa, com o pai.

Estudou Comunicação das Artes do Corpo na PUC-SP, com especialização em dança. Depois de anos trabalhando como bailarina e professora de Pilates, Vivi se apaixonou pelo yoga novamente e decidiu seguir este caminho pelo resto da vida.

É professora de vinyasa flow yoga da Bodytech Iguatemi e também vencedora do prêmio nacional Bodytech Excellence na categoria Mind como instrutora de yoga em 2018.

É ainda personal yoga trainer e tem um grupo aberto de prática de yoga no parque do Ibirapuera há 5 anos.

- Embaixadora da Hopu Yoga

- Professora convidada do Track&Field Experience Vinyasa Flow Yoga nas últimas 5 edições em 2018.

- Embaixadora da marca Track&Field no Instagram ago/2018

- Professora convidada no evento Yoga com Sabrina Sato e amigas pela marca Alto Giro (ago/2018)

- Professora convidada para as duas últimas edições do evento Mirante Do Bem pela marca Do Bem maio/set/out 2018

- Professora no festival Yoga Lifestyle BR em set/2018

- Coordena grupos em retiros de yoga e meditação e yoga trips.

- Faz parte do quadro de professores online do app Yogin.

Comentários

Escreva o comentário

Veja todas Últimos Posts